sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

A matemática da vida


Salmos 90:12 Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio.

Em períodos como esse, preparativos para as festas de final de ano, onde muitos estão fazendo planos para o futuro, outros frustrados por não terem alcançado o que almejaram, são momentos onde falhamos na matemática da vida. Mas qual é a fórmula para alcançar o sucesso? Se todos soubessem o mundo seria muito melhor.

A matemática da vida é dada por Deus aos homens, a sabedoria criada por ele. Segundo ela mesma, “Drª Sabedoria”, os que a encontram, encontram a vida e alcançam o favor do Senhor (Provérbios 8,35).

A matemática da vida é a base para ciências mais específicas, a “Drª Sabedoria”, formada em arquitetura, era aluno de Deus e o auxiliava na criação do mundo (Provérbios 8,30 Revista Corrigida). Realmente ela tem um currículo admirável, para não dizer invejável.

Provérbios 8:

No poder executivo:

v15 Por meu intermédio, reinam os reis, e os príncipes decretam justiça.

No Legislativo e judiciário:

v16 Por meu intermédio, governam os príncipes, os nobres e todos os juízes da terra.

No mercado financeiro, compra e venda de ações e aplicações:

v18 Riquezas e honra estão comigo, bens duráveis e justiça.

v19 Melhor é o meu fruto do que o ouro, do que o ouro refinado; e o meu rendimento, melhor do que a prata escolhida.

Honestidade e compromisso com o cliente:

v20 Ando pelo caminho da justiça, no meio das veredas do juízo,

v21 para dotar de bens os que me amam e lhes encher os tesouros.

Consultoria:

A “Drª Sabedoria” oferece um serviço de consultoria que está disponível gratuitamente: Provérbios 8:17Eu amo os que me amam; os que me procuram me acham.

Tiago 1:5 E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e não o lança em rosto; e ser-lhe-á dada.

A dica principal então é irmos diretamente ao professor, e pedir a ele uma porção desse conhecimento, dessa sabedoria, quantos não gostariam de crescer como a “Drª Sabedoria”, mas para isso temos que aprender com Deus a matemática da vida.

1º Precisamos aprender a contar com Deus.

Salmos 90:12 Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio.

É difícil entender, pois saber que 1+1=2, isso é fácil, mas entender que contar dias+dias=coração sábio, isso é incomum. Ano após ano muitos cometem os mesmos erros, ou simplesmente continuam fazendo “nada” para mudar de vida, nesse aspecto a matemática da vida criada por Deus concorda com a nossa lógica, pois nada+nada=nada. Gálatas 6:7 Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará. Então quando ouvir a voz de Deus te ensinando não endureça seu coração (Hebreus 3,15).

2º Entenda que as contas de Deus são justas:

Daniel 5:27 TEQUEL: Pesado foste na balança e achado em falta.

Deus considera nossas ações, se são retas diante de seus olhos ou não, todas elas são pesadas na balança de Deus. Não queira ser achado em falta.

Eclesiastes 11:9 Alegra-te, jovem, na tua juventude, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade; anda pelos caminhos que satisfazem ao teu coração e agradam aos teus olhos; sabe, porém, que de todas estas coisas Deus te pedirá contas.

Use uma balança justa, não tente enganar-se com duas medidas. Não seja justo a seus próprios olhos, e não julgue seu próximo com um peso maior, pois com a mesma medida que medires vos medirão também (Mateus 7:2).

3º O seu dinheiro não pode te levar ao sucesso:

1 Timóteo 6:10 Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores.

Todo o dinheiro que uma pessoa possa juntar não trará a ela a felicidade, mas tormentos e dores. Nem mesmo poderá comprar a sabedoria que é dom de Deus para os que o amam (1 Coríntios 2:7 e 12:8). Veja o que diz os textos:

Atos 8:20 “...O teu dinheiro seja contigo para perdição, pois julgaste adquirir, por meio dele, o dom de Deus.

Mateus 6:24 Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.

Mateus 6:33 buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

4º Coloque seus projetos na dependência de Deus, você não sabe o dia de amanhã:

Tiago 4:13 Atendei, agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã, iremos para a cidade tal, e lá passaremos um ano, e negociaremos, e teremos lucros.

14 Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois, apenas, como neblina que aparece por instante e logo se dissipa. 15 Em vez disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, não só viveremos, como também faremos isto ou aquilo.

Muitas pessoas tem sido frustradas por confiarem em homems, no mercado de ações, no sócio, no patrão, no lucro da empresa, na sua própria capacidade de administrar. A sabedoria de Deus vem do alto, independe de nossa capacidade, a sabedoria de Deus já existia muito antes de nossa capacidade se desenvolver. Queira aprender com Deus, e ser dependente dele.

5º O pouco com Deus é muito, e o muito sem Deus dura pouco.

João 6:9 Está aí um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas isto que é para tanta gente?10 Disse Jesus: Fazei o povo assentar-se; pois havia naquele lugar muita relva. Assentaram-se, pois, os homens em número de quase cinco mil. 11 Então, Jesus tomou os pães e, tendo dado graças, distribuiu-os entre eles; e também igualmente os peixes, quanto queriam. 12 E, quando já estavam fartos, disse Jesus aos seus discípulos: Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca. 13 Assim, pois, o fizeram e encheram doze cestos de pedaços dos cinco pães de cevada, que sobraram aos que haviam comido.

Aprenda isso, há um poder em Deus para multiplicar os recursos, e ainda sobejar. Mas isso é para a glória de Deus, dependa dele e você viverá milagres, depender e confiar em Deus é uma atitude de fé.

Não despreze os pequeninos perto de você, Deus pode usá-los para alimentar multidões, enquanto você fica atônito sem prosperar. Não queira ser grande diante de Deus, seja pequeno e usado por ele para fazer coisas grandes.

5º O desgaste do dia-a-dia impede o seu sucesso, conte com Deus para lhe fortalecer:

Mateus 11:29 Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para a vossa alma.

Eclesiastes 5:19 Quanto ao homem a quem Deus conferiu riquezas e bens e lhe deu poder para deles comer, e receber a sua porção, e gozar do seu trabalho, isto é dom de Deus.

Não corra para ajuntar riquezas, não perca a sua alma, a sua paz, peça a Deus o dom que só ele pode dar, “o poder de comer, receber e ser feliz com seu trabalho”.

Marcos 8:36 Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?

6º Para ganhar em Deus é necessário perder por amor a Ele.

Mateus 16:25 Porquanto, quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por minha causa achá-la-á.

Não perca sua vida tentando ser feliz, entregue sua vida a Jesus e encontre o verdadeiro caminho para a felicidade em Deus. João 14:6 Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim. Na lógica humana todos os caminhos levam a Deus, mas isso não é verdade. Pensando em um mundo redondo pode parecer que sim, mas olhando para um universo infinito, pergunto a você: Para onde ir? Siga o caminho, a verdade e a vida. Nós nada sabemos acerca de direção, quando muitos ainda achavam que a terra era quadrada, veja o que já dizia as escrituras:

Isaías 40:22a Ele é o que está assentado sobre o globo da terra;

Deus já te deu o maior presente que você poderia ganhar: João3:16 Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

Receba esse presente, que é o amor de Deus em Jesus Cristo, e seja feliz.

1 Coríntios 15:58 Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.

Continue firme com sabedoria na matemática da vida que Deus preparou para você, e o seu trabalho no Senhor não será vão, mas terá sucesso.

Salmos 90:12 Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio.

Que seus dias e anos sejam vividos na sabedoria de Deus, e que na matemática da vida você alcance os resultados positivos que espera. Conte com Deus e siga firme e constante para o alvo, pois nEle o nosso trabalho não é vão.

Graça, paz e misericórdia em Cristo nos sejam multiplicadas.

Um abraço, Reinam.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Então, virá o fim.


Atos 2:20 O sol se converterá em trevas, e a lua, em sangue, antes que venha o grande e glorioso Dia do Senhor.

Mateus 24: 3 No monte das Oliveiras, achava-se Jesus assentado, quando se aproximaram dele os discípulos, em particular, e lhe pediram: Dize-nos quando sucederão estas coisas e que sinal haverá da tua vinda e da consumação do século. 4 E ele lhes respondeu: Vede que ninguém vos engane. 5 Porque virão muitos em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, e enganarão a muitos. 6 E, certamente, ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; vede, não vos assusteis, porque é necessário assim acontecer, mas ainda não é o fim. 7 Porquanto se levantará nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes e terremotos em vários lugares; 8 porém tudo isto é o princípio das dores. 9 Então, sereis atribulados, e vos matarão. Sereis odiados de todas as nações, por causa do meu nome. 10 Nesse tempo, muitos hão de se escandalizar, trair e odiar uns aos outros; 11 levantar-se-ão muitos falsos profetas e enganarão a muitos.

12 E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos. 13 Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo. 14 E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim.

Muitas calamidades tem acontecido ao redor do mundo, é nítido aos olhos dos que realmente crêem no Senhor, que se aproxima o tempo do fim.

Com relação a esses sinais relatados em Mateus 24: 3-14, o verso 7 contém a informação “terremotos em vários lugares”. Esses terremotos sempre aconteceram, porém apenas algumas regiões em particular têm por característica comum, a ocorrência desses abalos sísmicos. Vemos entretanto, que nesses últimos tempos a expressão “terremotos em vários lugares” está em pleno cumprimento. Veja as notícias abaixo:

15/11/2007 01:04:00 - Terremoto no Chile atinge Brasil

A intensidade do tremor, que teve epicentro 1.632 km ao norte de Santiago do Chile, no Deserto do Atacama, foi tão grande que chegou a ser sentida, por até 40 segundos, em algumas áreas de pelo menos quatro estados brasileiros: Distrito Federal, Rio Grande do Sul, São Paulo e Paraná.

Moradores de cidades dos estados brasileiros atingidos sentiram leves tremores nos andares superiores de prédios mais altos. Ninguém se feriu. Na capital paulista, algumas pessoas que trabalhavam na Avenida Paulista chegaram a abandonar edifícios.

Esse abalo sísmico de 7,7 graus de intensidade na escala Richter, que causou prejuízos e deixou pelo menos dois mortos e cem feridos no norte do Chile, aconteceu quase três meses depois de um forte terremoto de 7,9 graus na escala Richter que deixou 595 mortos, 318 desaparecidos e mais de 20 mil feridos no Peru.

Agência Estado - Após esses incidentes no Chile e Peru, no último domingo, 09/12/2007, por volta da 0h03min , um tremor de terra estimado em 4,9 pontos na escala Richter atingiu o município de Itacarambi, no Norte de Minas Gerais, derrubando casas e matando uma criança em Caraíbas, distrito a 35 km do centro de Itacarambi. A menina Jeissiane Oliveira da Silva, de 5 anos, morreu após um muro atingir o quarto em que ela dormia com a irmã gêmea, que foi hospitalizada. O irmão da vítima, de 7 anos, que também estava no quarto, não sofreu ferimentos.


Segundo o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB), o abalo sísmico está entre os 15 maiores tremores brasileiros.


Em dezembro de 2004 a Tsunami no Oceano Índico que devastou a Indonésia e países da região, registrou aumentos de 30 cm no nível das águas da Baía de Guanabara no Rio de Janeiro. Segundo a Marinha brasileira a velocidade média de propagação da onda foi estimada em torno de 706 km/h. É como se a natureza quisesse nos dizer que não estamos isolados dos fenômenos ao redor do mundo, todos esses acontecimentos concordam em um propósito, e juntamente prescrevem o alerta às palavras de Jesus.

Nesses último tempos por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos (Mateus 24:12), mas nos últimos dias o Senhor disse “derramarei do meu Espírito sobre toda a carne”, Atos 2,17.

Qual tem sido sua escolha? Ser frio, quente, ou morno? Mateus 24:13 Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo.

Fontes:

Agência Estado, Marinha brasileira, ODia, O globo, Blog Então virá o fim.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

O pão nosso de cada dia dá-nos hoje.

Mateus 4, 4 Jesus, porém, respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.

Podemos ver nesse texto duas necessidades do homem, o alimento natural, pão, e o alimento espiritual, palavra de Deus.


1º Deus quer que sejamos dependentes dele:

Ao referenciar o texto com o termo “está escrito”, Jesus não só está utilizando a palavra de Deus a seu favor na luta contra o diabo, mas está revelando o desejo do coração de Deus, cumprindo essa verdade em sua vida. Ser dependente de Deus.

Esse texto foi relatado em Deuteronômio 8: 3 Ele te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conhecias, nem teus pais o conheciam, para te dar a entender que não só de pão viverá o homem, mas de tudo o que procede da boca do SENHOR viverá o homem.

O povo de Deus estava sendo levado por Deus há uma terra que era muito prospera. Lê-se na continuação que era uma terra rica em metais, ribeiros de águas, fontes, mananciais profundos, era uma terra produtiva, terra de trigo e cevada, de vides, figueiras e romeiras; terra de oliveiras, de azeite e mel, eles comeriam o pão sem escassez e nada lhes faltaria nela. Mas queria lhes ensinar, e gravar bem em seus corações que o Senhor é quem lhes estava levando a essa terra, a fim de que tendo alcançado prosperidade, casas, e multiplicado suas fazendas e finanças, não se ensoberbecessem e dissessem: “A minha força e o poder do meu braço me adquiriram estas riquezas”.

Deus bem sabe de tudo que precisamos, e certamente nos suprirá em todas essas necessidades, mas deseja que sobre tudo busquemos o seu reino sobre nós, e sejamos dependentes do seu amor. Veja o texto:

Mateus 6: 31 “Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? 32 Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; 33 buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”

Precisamos buscar o reinado do Senhor sobre nossas vidas. Jesus continua ensinando que devemos ser dependentes de Deus sempre, a cada dia.

Em Mateus 6 10 venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; 11 o pão nosso de cada dia dá-nos hoje; Jesus concluiu a oração dizendo: v 13 “...pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém!” Ele não está ensinando que Deus vai nos dar tudo que quisermos, mas que precisamos pedir a Deus para sermos dependentes dEle, a cada dia.

Muitas vezes quando fazemos nossos planos e estamos buscando bênçãos materiais dizemos “A minha força e o poder do meu braço me adquiriram estas riquezas”. Com outras palavras: “eu quero isso”, ou “aquilo”, pois na nossa mente já está embutido o pensamento de que temos direito a tudo que quisermos desse mundo, é uma fortaleza que o diabo cria na mente, sofismas, falsas verdades. Os comerciais dizem isso o tempo todo, nós crescemos ouvindo os anúncios publicitários nos levando a pensar assim. Quantos adolescentes e jovens pensam “Eu vou trabalhar, e ter o meu dinheiro, e comprar o que eu quiser”. Esses tipos de pensamentos nos levam com atitudes a dizer o que Deus anunciou ao povo de Israel, que eles diriam: “A minha força e o poder do meu braço me adquiriram estas riquezas”.

Deus deseja que rejeitemos esse espírito de auto-suficiência, e sejamos dependentes dele. O diabo disse a Jesus: “Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães”. Jesus, porém, respondeu: “Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus”. Jesus poderia transformar as pedras em pães, mas como homem não estaria sendo dependente de Deus, mas sim do poder de ser o unigênito Filho de Deus. Jesus não usou do seu poder para benefício próprio em momento algum, tudo que fez, foi para a edificação do reino de Deus.

É verdade que Deus tem uma prosperidade para o seu povo, porém ela vem quando somos fiéis a Deus mostrando com nossas atitudes que desejamos ser dependentes dEle, e essa prosperidade vai além de coisas materiais.

Romanos 14:17 Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.


2º Deus quer o reconhecimento de seu senhorio em nossas vidas.

Uma mulher cananéia pede a Jesus para que ele cure sua filha de um espírito maligno.

Mateus 15: 26 Então, ele, respondendo, disse: Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos. 27 Ela, contudo, replicou: Sim, Senhor, porém os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos. 28 Então, lhe disse Jesus: Ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como queres. E, desde aquele momento, sua filha ficou sã.

Reconhecer o senhorio de Jesus com humilhação é um grande passo para alcançar o seu favor. Aqui a mulher aceita ser o "cachorrinho", pois certamente o Senhor lhe supriria, ainda que com migalhas de sua mesa. Você está pronto para dizer a Jesus: “Tu és meu dono Senhor, faça de mim como quiseres”. O pão que essa mulher apreciou foi a libertação de sua filha, quem sabe apenas uma migalha se comparada a toda a felicidade que sua vida seria dali em diante.

Mateus 6:26 Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves?

“Não somos muito mais do que cachorrinhos? Somos filhos, honremos ao nosso Pai, sejamos sujeitos ao seu amor”.

3º A palavras que falamos são mais importantes do que o pão que comemos.

Mateus 15:1 Então, chegaram ao pé de Jesus uns escribas e fariseus de Jerusalém, dizendo: 2 Por que transgridem os teus discípulos a tradição dos anciãos? Pois não lavam as mãos quando comem pão.

17 Ainda não compreendeis que tudo o que entra pela boca desce para o ventre e é lançado fora? 18 Mas o que sai da boca procede do coração, e isso contamina o homem.

Muitas pessoas sofrem nos relacionamentos com as pessoas que mais amam, por que não sabem dar o alimento primordial, o amor, o carinho, palavras de incentivo, correção também, é claro, mas com sabedoria que una as pessoas, que as aproximem de você, e não trazendo divisão e rancor, palavras que ferem e matam. Nicodemos era dos fariseus, Jesus falou a verdade para ele, “necessário é nascer de novo”, mas com amor, de maneira que aproximou Nicodemos, o qual defende a Jesus: “Nossa lei condena alguém sem antes o ouvir?”João 7: 50 a 52.


4º As atitudes que vivemos e palavras que falamos procedem das palavras que ouvimos.

Mateus 16: 6 E Jesus lhes disse: Vede e acautelai-vos do fermento dos fariseus e dos saduceus. 7 Eles, porém, discorriam entre si, dizendo: É porque não trouxemos pão. 8 Percebendo-o Jesus, disse: Por que discorreis entre vós, homens de pequena fé, sobre o não terdes pão? 9 Não compreendeis ainda, nem vos lembrais dos cinco pães para cinco mil homens e de quantos cestos tomastes? 10 Nem dos sete pães para os quatro mil e de quantos cestos tomastes? 11 Como não compreendeis que não vos falei a respeito de pães? E sim: acautelai-vos do fermento dos fariseus e dos saduceus. 12 Então, entenderam que não lhes dissera que se acautelassem do fermento de pães, mas da doutrina dos fariseus e dos saduceus.

Quando ouvimos palavras, assistimos programas, nos envolvemos em conversas que são fermento de fariseus, nos contaminamos com elas, e o pão que comemos é ruim.

Mateus 13:33 Disse-lhes outra parábola: O Reino dos céus é semelhante ao fermento que uma mulher toma e introduz em três medidas de farinha, até que tudo esteja levedado.

O pão é um alimento feito de farinha, água e fermento e assado no forno.

  • Que tipo de fermento tem o pão que você se alimenta? São palavras que edificam sua vida em Deus?

  • Com que tipo de farinha tem sido misturado o fermento? Joio ou trigo? Sementes que Deus plantou ou sementes que o inimigo plantou?

  • Misturadas em água limpa, potável, ou em águas amargas? Em palavras que limpam purificam, ou sujam sua alma de maldades?

  • Só vá para a fornalha se o quarto homem estiver contigo, porque a fornalha em que o joio será lançado queimará eternamente.

5º Jesus é o pão da vida, quem comer desse pão não perecerá.

Mateus 26:26 Enquanto comiam, tomou Jesus um pão, e, abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei; isto é o meu corpo.

João 6:31 Nossos pais comeram o maná no deserto, como está escrito: Deu-lhes a comer pão do céu. 32 Replicou-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: não foi Moisés quem vos deu o pão do céu; o verdadeiro pão do céu é meu Pai quem vos dá. 33 Porque o pão de Deus é o que desce do céu e dá vida ao mundo. 34 Então, lhe disseram: Senhor, dá-nos sempre desse pão. 35 Declarou-lhes, pois, Jesus: Eu sou o pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede.

João 6:58 Este é o pão que desceu do céu, em nada semelhante àquele que os vossos pais comeram e, contudo, morreram; quem comer este pão viverá eternamente.

Isaías 55: 2 Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão, e o vosso suor, naquilo que não satisfaz? Ouvi-me atentamente, comei o que é bom e vos deleitareis com finos manjares.

Não perca tempo com o mundo, não gaste tempo com o mundo, você é peregrino nessa terra, faça tudo para glória de Deus, faça tudo como que para o Senhor. Coma do que Deus tem para sua vida, edifique-se na palavra de Deus, e certamente você se deleitará com finos manjares de Deus para sua vida.

Graça e paz, Reinam.

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Tabernáculo - Congresso de Louvor e Adoração


Clique na imagem para ampliá-la.


1º dia – 06/12/2007:

Esse congresso de Louvor e Adoração está sendo uma grande bênção para nós. Os irmãos que estiveram presentes puderam apreciar a presença de Deus em nosso meio. De maneira suave e branda recebemos uma porção da graça de Deus sobre nós.

A abertura do culto coletivo foi introduzida pelo obreiro Marcio, que trouxe uma palavra de como devemos nos achegar a Deus. Em momentos alegres com gratidão e celebração em sua presença, e em momentos de lutas e tribulações estarmos firmes em servir ao Senhor, e continuar adorando, como Paulo e Silas na prisão, que ao levantarem as suas vozes em adoração viram as cadeias que os prendiam serem quebradas pelo poder de Deus. Em seguida celebramos ao Senhor, o aplaudindo ao som do Shofar que convocava todos para adorarem ao grande Rei do reis.

A obreira Paloma juntamente com o ministério de música continuou adorando ao Senhor com “Digno é o Cordeiro”, Santo, Santo, Santo, aquele que venceu a morte, aquele que ressuscitou...

...Em seguida o ministério de música da Igreja Resgatando Vidas, liderado pelo irmão João Cleber adorou ao Senhor com louvores tremendos, Te louvarei não importa as circunstâncias, Milagres, ressaltando a morte de Cristo no calvário, o qual nos dá acesso a cura e aos milagres de Deus em nossas vidas, e Olha pra mim, onde pudemos ser confrontados a chamar a atenção de Deus de maneira genuína, não apenas com atitudes externas, mas com a sinceridade de nossos corações, como Zaqueu que ao subir na árvore só tinha a intenção de ver o Senhor, mas acabou sem querer sendo encontrado, chamando a atenção de Jesus. Como verdadeiros adoradores devemos chamar a atenção de Jesus, simplesmente pelo que ele é para nós, o Senhor.

Ofertamos ao Senhor, e recebemos uma palavra tremenda de Deus, através da vida do obreio Marcelo, que testemunhou com grande ousadia as maravilhas de Deus em sua vida na área financeira e profissional, e ressaltou as promessas de Deus acerca da prosperidade e provisão da casa do Senhor através dos membros do corpo de Cristo, “Os recursos para a edificação da obra de Deus virá da prosperidade da igreja, noiva de Cristo”.

O Pr Edimar Miranda, líder de Jovens do Projeto Atenda em Barra de Guaratiba, nos conduziu a uma reflexão acerca da vida de Davi, da sua disposição em adorar, e como devemos nos preparar para fazermos o que Deus quer da maneira correta. Após o incidente trágico da morte de Uzá, Davi passa a se preparar para trazer a arca de maneira correta à Cidade de Davi. O Pr Edimar nos levou a entendermos o revestimento com a armadura de Deus em Efésios 6,13 para um dia-a-dia pleno na presença de Deus. Guardando o nosso coração, nossa mente, a comunhão, estando plantados no Senhor, poderemos trazer a presença de Deus aonde estivermos. Precisamos guardar o nosso chamado, nosso ministério, Deus conta conosco para ganharmos vidas. O Pr Edimar diz: “Quero ser um pregador da palavra que ganhe almas para o Senhor”, marcante essa palavra, bem como a simplicidade e a riqueza de conhecimento da palavra vivida pelo amado e jovem Pastor. Ficamos muito felizes com o amor desse homem de Deus. Após a palavra a pedido do Pr. Edimar, mais uma vez adoramos ao Senhor com Digno é o Cordeiro. No meio do louvor o Senhor nos deu uma palavra de aplicação da ministração do Pr. Edimar acerca de Isaías que ao contemplar o Senhor adorado nos céus, se achou pecador, mas ele foi tocado nos lábio pela brasa do trono trazida pelo serafim, e a sua iniqüidade foi tirada, então pode cumprir o chamado de Deus, buscamos esse concerto, esse revestimento de Deus, fomos exortados a sacrificar o nosso eu, como os sacerdotes que levavam a arca, a cada seis passos um sacrifício “Qual é o seu sacrifício hoje querido? Você é um sacerdote”, Deus quer te revestir para o cumprimento do chamado do Espírito para sua vida. Pr. Edimar: “Não dá para carregar o chamado de Deus em uma carroça, tem que carregar no ombro”.

O Pr. Edimar ainda nos conduziu a uma oração de quebrantamento, e um refrigério tremendo da parte de Deus desceu sobre nós, como uma expressão de que era exatamente essa entrega que Ele esperava de nós. Fomos impulsionados pelo Espírito a continuarmos adorando Santo, Santo, Santo, Jesus, Jesus... O Evangelista Bruno conduziu a parte final da adoração, e após a reunião, continuamos por um tempo na comunhão com os irmãos.

Não perca. Hoje tem mais de Deus para nossas vidas.

Um grande abraço. Graça e Paz, Reinam.


2º Dia – 07/12/2007

Tremenda batalha espiritual nesse 2º dia de congresso, uma provação da palavra ministrada no 1º dia, realmente precisamos estar prontos para a peleja. Após a abertura do culto coletivo pela irmã Diana, que ministra adoração através de dança profética, a irmã Tatiana ministrou um cântico inicial de adoração ao Senhor, Santo, Santo, Santo, aquele que venceu a morte... Em seguida a Evangelista Joyce iniciou uma batalha espiritual com o louvor ainda sendo entoado, e muitas cadeias foram quebradas, em seguida o diácono Sidney juntamente com seu irmão, ambos da Igreja Metodista Ortodoxa em Cidade de Deus, ministraram declarando, Eu sou livre para te adorar, rasgar meu coração, e demonstrar minha paixão, o cântico “poderoso Deus” foi o selo da vitória contra todas as obras do inferno que pensavam poder impedir nossa adoração de chegar como cheiro suave ao trono do Pai, nosso grande Rei dos reis. Os irmãos da Comunidade Palavra Eterna, com o Pr Joildo no contra-baixo, ministraram ao Senhor, cânticos de adoração, como Toque no Altar, “Quem mais poderia te livrar e mudar sua sorte de uma vez, prostre-se ao chão estenda sua mão e toque no altar”. Realmente alcançamos o favor do Rei.

O ministério de dança profética exALTOU o nome do Senhor com uma linda ministração baseada na música, Baruk Raba do Fernandinho, Baruk Raba Beshen Adonai, Bendito é o que vem em nome do Senhor. Nesse momento do culto desceu uma nuvem de glória e poder sobre nós, fomos tão impactados com a presença de Deus, que alguns obreiros e líderes não se contiveram, e saíram correndo atrás das ministras, que fora do salão de culto glorificavam a Deus por sua presença, oramos e glorificamos ao Senhor por receber a nossa adoração a Ele.

Em seguida o Pastor Marcos da Igreja Batista Renovada, Ministério Expressão de Vida, trouxe uma ministração da palavra de Deus, acerca dos elementos utilizados para a preparação do Óleo da Unção, descrito em Êxodo 30:22.

Mirra: Jesus ao nascer recebeu mirra como presente, um símbolo profético da sua preparação para o sepultamento após a morte na cruz. “Quem tem a unção de Deus sobre si está pronto para as lutas”. Se te tacarem pedras, viva na unção que estava sobre Estevão, “Eu vejo os céus abertos, e o Senhor de pé”.

Canela Aromática: Era utilizada para fazer réguas, que são usadas para traçar linhas retas. “Quem tem a unção de Deus anda em retidão”.

Cálamo Aromático: caniço dos pântanos, quando as ondas e o vento batem sobre essa planta, ela se dobra, mas quando passam ela torna a ficar reta novamente. “O cristão que tem a unção de Deus sobre si, tem uma vida equilibrada, e ainda que passe por momentos difíceis, anda em equilíbrio e da testemunho a sociedade”. “O sal tem que salgar fora do saleiro, Rev. Caio Fábio”.

Cássia: Conhecido como salseiro chorão, cresce na Arábia e na Índia, Na medida que cresce para cima, cresce para baixo. “Quem tem a unção de Deus, tem um ministério crescente, porém com raízes firmes, sem perder a humildade”.

Azeite de Oliveira: Representando a nobreza de Deus sobre nós, seu reinado, sua bênção, sua prosperidade. “A bênção de Deus está sobre seu povo, e sua prosperidade e provisão em nossas casas, em nossas vidas”.

Depois desse momento foi só glória meu irmão. O Senhor ainda atraiu para sua presença um jovem que passava, perdido no mundo das drogas, chegou em um estado difícil, oramos por ele, Deus operou uma libertação em sua vida, e esse pode se reconciliar com Cristo, pois já conhecia a palavra de Deus. Deus nos tem dado essa responsabilidade de irmos aos cativos, a fim de cumprir a vontade de Deus, e resgatar o que se havia perdido.

Enceramos a reunião, muito gratos a Deus, pela sua bondade e misericórdia derramada sobre nós.

3º Dia – 08/12/2007:

O Diácono César abriu a reunião, e a expectativa para esse último dia estava se confirmando em nossos corações. O ministério de música da Igreja Batista Renovada, Ministério Expressão de Vida, conduziu a adoração e o louvor ao Senhor, selando com um lindo cântico do Renascer Praise, “A minha vida seja um louvor a Ti, cada momento um acorde especial, cada mês um hino novo, cada ano uma sinfonia, que Cante o Teu amor Jesus”. A ministração continuou com o obreiro Reinam, “Leva-me a tua glória... Leva-me aos Cativos”, o irmão Cláudio da Igreja Bíblica de Jacarepaguá, Apaixonados por ti ó Deus, anunciava a presença de Deus, convocando a igreja à adoração através do toque do Shofar. Só podíamos declarar o quão poderoso Ele é, “Poderoso Deus”. Ao final do período de louvor ouvíamos claramente a vós do Espírito Santo nos chamando para a seara. Ofertamos ao Senhor baseados no texto de Êxodo 27:20, onde o Espírito nos desafiava a manter a chama acesa dia após dia, não só em nossas vidas, mas do local de congregação, através das ofertas voluntárias, para que vidas possam ver a luz de Cristo através de nós, e encontrar um lugar de cura, restauração e esperança em Deus.

O Evangelista Bruno nos trouxe pelo Espírito uma ministração sobre o Tabernáculo. E juntos começamos a entrar pelo átrio em direção ao santo dos santos.

Entramos no átrio e passamos pelo altar de sacrifício, onde deixamos a nossa vontade para servir a Deus, em inteireza de coração. O altar era feito de bronze, que simbolizava o sofrimento de Cristo na cruz, o bronze suporta até 1000ºC de temperatura, o fogo no altar devia arder até consumir todo o sacrifício.

Na pia de bronze lavamos nossas vidas, pela palavra de Deus, para entrarmos na presença de Deus, dignos de estar em sua presença, apenas por ele o Verbo de Deus.

Entramos no santo lugar, onde mais uma vez e com mais detalhes aprendemos sobre o menorah, representando a presença de Deus em nossas vidas, sempre acesa, através da chama do Espírito, e tipificando Jesus como a luz do mundo.

A mesa dos pães, com 12 pães representando as doze tribos de Israel, e a provisão de Deus a cada dia. Deus alimenta sonhos em nossos corações, e prove o cumprimento, dEle é o querer e o efetuar. “José era um sonhador, mas na prisão passou a interpretar sonhos pelo dom de Deus”. Deus quer nos exaltar, quando todos dizem que não, Deus diz sim, e chama os pequenos, como Davi, Moisés, como nós.

O altar do incenso, representando a oração dos santos, Deus ouve nossas orações, e recebe como aroma suave em sua presença. O Incenso não poderia ser utilizado para o próprio prazer, apenas para Deus. Não devemos direcionar nossas orações ao braço humano, mas a Deus que tudo pode, que tem todo o poder em suas mãos.

Antes de entrar no santo dos santos, o sumo-sacerdote enchia o ambiente com a fumaça do incenso para não olhar diretamente para a shekinah de Deus, a fim de não ser fulminado, então espargia o sangue do sacrifício por si, e depois o sangue do sacrifício pelo povo, sobre o propiciatório da arca da aliança. Ao sair glorificando a Deus por ainda ter vida, o sacerdote declarava: “Paz e perdão sobre Israel”, “a história diz, que enfermos eram curados, dívidas eram sanadas, problemas conjugais eram resolvidos”. Hoje Cristo é o nosso sumo-sacerdote, e nos dá livre acesso ao santo dos santos, a fim de vivermos diante da glória de Deus, fazendo sua vontade, e experimentando dos sinais e prodígios que só ele pode fazer pelo homem.

“Nós vivemos diariamente um tabernáculo, quando oramos para arrependimento, nos lavamos na palavra, a oração e adoração suave como incenso, experimentamos a provisão de Deus, e recebemos da presença da sua glória, para declarar ao mundo que Jesus Cristo é o Senhor”.

A reunião foi chegando ao fim, nos rendemos ao senhorio do Senhor mais uma vez, com um amado irmão que confessou Jesus Cristo como Senhor e Salvador de sua vida, alegria na terra, e festa no céu por mais um nome no livro da vida.

Para selar a comunhão, após o culto experimentamos a culinária de Israel, com doces e salgados típicos feitos especialmente sem custo algum para os irmãos.

Confira as fotos e vídeos:

Um grande abraço. Graça e paz, Reinam.







































terça-feira, 13 de novembro de 2007

Seminário Profético Resgatai a Noiva - Casa de Davi





Graça e paz queridos do Senhor. Gostaria de compartilhar a experiência em participar do Seminário Profético Resgatai a Noiva, ministrado pelo Casa de Davi, que ocorreu na Igreja Bíblica de Jacarepaguá, Apaixonados por Ti ó Deus, nesse último final de semana, dias 6, 7 e 8 de novembro.

Bem, primeiramente já havia participado de alguns eventos onde o Casa de Davi ministrou o louvor, eu sempre gostei muito da visão de adoração e vida em Deus abordada por eles, no entanto dessa vez pude concretizar minha expectativa de ouvi-los a cerca da palavra de Deus.

A cerca da abordagem bíblica, pude perceber irmãos bastante maduros no Senhor, pregando a palavra com consciência e sem perder a espiritualidade. Hoje vemos alguns extremos no evangelho, aqueles que não crêem em sinais, e os que só crêem em sinais, e o que constatei de sábio da parte dos irmãos foi essa coerência bíblica em crer nos sinais e ter os respaldos bíblicos do discernimento espiritual acerca das manifestações sobrenaturais.

Gostaria de destacar:

A visão de sacerdócio que temos em Cristo, baseado em I Pedro 2,9 Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.
Todos somos sacerdotes, e devemos exercer esse chamado em nossa vida diária em santidade, através da intercessão, adoração, e serviço na obra de Deus, fazendo tudo sempre para a glória de Deus, não por porfias ou vanglórias.

A liberdade de culto. Onde o primeiro lugar é do Senhor, e ele é o mais importante na reunião. O Espírito quer ter liberdade para adornar sua igreja. É um encontra da noiva com o noivo, e do Pai com seus filhos. Não é um momento para entreter pessoas, ou para motivações superficiais no nível da alma. É um momento para tocarmos em Deus e sermos tocados por ele. Deus se alegra conosco, assim como o Pai com seus filhos.

Destacaram a profecia bíblica de Jeremias 33:22 Como não se pode contar o exército dos céus, nem medir-se a areia do mar, assim tornarei incontável a descendência de Davi, meu servo, e os levitas que ministram diante de mim.

Concluindo que Deus deseja levantar adoradores como Davi, que desejam se humilhar na presença de Deus, a fim de em tempo oportuno ser exaltado por Ele, adoradores com um coração segundo o coração de Deus, que não levantam a mão contra o seu próximo, mas espera a promessa em fidelidade.

A unção do Espírito Santo nos capacita para adorar a Deus. Baseado em Apocalipse 4:8 E os quatro seres viventes, tendo cada um deles, respectivamente, seis asas, estão cheios de olhos, ao redor e por dentro; não têm descanso, nem de dia nem de noite, proclamando: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, aquele que era, que é e que há de vir.


Eles usam o termo unção dos quatro seres viventes, mas na verdade deixam bem claro que é a unção de Deus que está sobre esses seres, e não a unção dos seres, até por que eles não têm nada de si mesmos, assim como nós. Ninguém fica imitando leão, ou águia, ou novilho, nem homem algum. Mas sim recebemos de Deus o discernimento espiritual pelo Espírito Santo, acerca da adoração que Ele deseja receber.

  • Sobre o ser com face semelhante a leão, está uma unção de adoração para guerra, rendendo ao Senhor todo o domínio, sobre os reinos, toda a força e as riquezas.
  • Sobre o ser com face semelhante a novilho, está uma unção de alegria em pureza e celebração, simplesmente por estar na presença do rei.
  • Sobre o ser com face semelhante a homem, está uma unção de amor, de paixão, de entrega, quebrantamento, um desejo ardente de amar a Deus sobre tudo.
  • Sobre o ser com face semelhante a águia, está uma unção para adorar em santidade, levando outros a reconhecer a grandeza da santidade do Senhor.

Conclusão: Estive presente em todas as reuniões, e o que tenho a dizer é que os irmãos são uma grande bênção para o corpo de Cristo.

Indico os dois novos CDs do ministério Casa de Davi, "A manifestação dos filhos de Deus" Volume 1 e 2, bem como o DVD Duplo de mesmo tema. Romanos 8,19 Porque a ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de Deus.

Um grande abraço.

Acesse: Casa de Davi

quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Holandês constrói réplica da arca de Noé e abre ao público

O criacionista holandês Johan Huibers decidiu arregaçar as mangas e construir uma réplica da arca de Noé. Ele resolveu erigir a embarcação como uma demonstração de sua fé na verdade literal da Bíblia. Com 150 côvados de comprimento, 30 de altura e 20 de largura (67,5 metros x 13,5 x 9,0), a arca tem três andares e é totalmente funcional. As madeiras empregadas foram o cedro e o pinho, uma vez que até hoje os teólogos não concluíram o que seria o gôfer, madeira utilizada na arca original (Gênesis 6:14). Aberta à visitação após dois anos de construção, deixou o público boquiaberto, apesar de ter apenas metade do comprimento da original. Huibers pretende criar um zoológico no primeiro dos três pavimentos. Leia mais e veja algumas fotos em:
· Johan's Ark - Wikipedia (em inglês)
· Ark van Noach - Site oficial (em inglês)



Fonte: Revista Enfoque - Outubro 2007
Fonte: http://www.supergospel.com.br/

terça-feira, 6 de novembro de 2007

Infanticídio - Crimes na floresta

Muitas tribos brasileiras ainda matam crianças – e a Funai nada faz para impedir o infanticídio

A fotografia acima foi tirada numa festa de aniversário realizada em 7 de julho em Brasília. Para comemorar os seus 12 anos, a menina Hakani pediu a sua mãe adotiva, Márcia Suzuki, que decorasse a mesa do bolo com figuras do desenho animado Happy Feet. O presente de que ela mais gostou foi um boneco de Mano, protagonista do filme. Mano é um pingüim que não sabe cantar, ao contrário de seus companheiros. Em vez de cantar, dança. Por isso, é rejeitado por seus pais. A história de Hakani também traz as marcas de uma rejeição. Nascida em 1995, na tribo dos índios suruuarrás, que vivem semi-isolados no sul do Amazonas, Hakani foi condenada à morte quando completou 2 anos, porque não se desenvolvia no mesmo ritmo das outras crianças. Escalados para ser os carrascos, seus pais prepararam o timbó, um veneno obtido a partir da maceração de um cipó. Mas, em vez de cumprirem a sentença, ingeriram eles mesmos a substância.
O duplo suicídio enfureceu a tribo, que pressionou o irmão mais velho de Hakani, Aruaji, então com 15 anos, a cumprir a tarefa. Ele atacou-a com um porrete. Quando a estava enterrando, ouviu-a chorar. Aruaji abriu a cova e retirou a irmã. Ao ver a cena, Kimaru, um dos avôs, pegou seu arco e flechou a menina entre o ombro e o peito. Tomado de remorso, o velho suruuarrá também se suicidou com timbó. A flechada, no entanto, não foi suficiente para matar a menina. Seus ferimentos foram tratados às escondidas pelo casal de missionários protestantes Márcia e Edson Suzuki, que tentavam evangelizar os suruuarrás. Eles apelaram à tribo para que deixasse Hakani viver. A menina, então, passou a dormir ao relento e comer as sobras que encontrava pelo chão. "Era tratada como um bicho", diz Márcia. Muito fraca, ela já contava 5 anos quando a tribo autorizou os missionários a levá-la para o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, em São Paulo. Com menos de 7 quilos e 69 centímetros, Hakani tinha a compleição de um bebê de 7 meses. Os médicos descobriram que o atraso no seu desenvolvimento se devia ao hipotireoidismo, um distúrbio contornável por meio de remédios.
Márcia e Edson Suzuki conseguiram adotar a indiazinha. Graças a seu empenho, o hipotireoidismo foi controlado, mas os maus-tratos e a desnutrição deixaram seqüelas. Aos 12 anos, Hakani mede 1,20 metro, altura equivalente à de uma criança de 7 anos. Como os suruuarrás a ignoravam, só viria a aprender a falar na convivência com os brancos. Ela pronunciou as primeiras palavras aos 8 anos. Hoje, tem problemas de dicção, que tenta superar com a ajuda de uma fonoaudióloga. Um psicólogo recomendou que ela não fosse matriculada na escola enquanto não estivesse emocionalmente apta a enfrentar outras crianças. Hakani foi alfabetizada em casa pela mãe adotiva. Neste ano, o psicólogo autorizou seu ingresso na 2ª série do ensino fundamental.
A história da adoção é um capítulo à parte. Mostra como o relativismo pode ser perverso. Logo que retiraram Hakani da aldeia, os Suzuki solicitaram autorização judicial para adotá-la. O processo ficou cinco anos emperrado na Justiça do Amazonas, porque o antropólogo Marcos Farias de Almeida, do Ministério Público, deu um parecer negativo à adoção. No seu laudo, o antropólogo acusou os missionários de ameaçar a cultura suruuarrá ao impedir o assassinato de Hakani. Disse que semelhante barbaridade era "uma prática cultural repleta de significados".
Ao contrário do que acredita o antropólogo Almeida, os índios da tribo não decidem sempre da mesma forma. Em 2003, a suruuarrá Muwaji deu à luz uma menina, Iganani, com paralisia cerebral. A aldeia exigiu que ela fosse morta. Muwaji negou-se a executá-la e conseguiu que a tribo autorizasse seu tratamento em Manaus. Médicos da capital amazonense concluíram que o melhor seria encaminhar Iganani para Brasília. Antes disso, porém, foi necessário driblar a Fundação Nacional do Índio (Funai). O órgão vetou sua transferência com o argumento de que um índio isolado não poderia viver na civilização. Só voltou atrás quando o caso foi denunciado à imprensa. Agora, Iganani passa três meses por ano em Brasília. Aos 4 anos, consegue caminhar com o auxílio de um andador. Estaria melhor se a Funai permitisse que ela morasse continuamente em Brasília. Há dois anos, os suruuarrás voltaram a enfrentar uma mãe que se recusava a matar a filha hermafrodita, Tititu. A tribo consentiu que a menina fosse tratada por brancos. Em São Paulo, ela passou por uma cirurgia corretora. Sem a anomalia, Tititu foi finalmente aceita pela aldeia.

O infanticídio é comum em determinadas espécies animais. É uma forma de selecionar os mais aptos. Quando têm gêmeos, os sagüis matam um dos filhotes. Chimpanzés e gorilas abandonam as crias defeituosas. Também era uma prática recorrente em civilizações de séculos atrás. Em Esparta, cidade-estado da Grécia antiga que primava pela organização militar de sua sociedade, o infanticídio servia para eliminar aqueles meninos que não renderiam bons soldados. Um dos seus mais brilhantes generais, Leônidas entrou para a história por ter liderado a resistência heróica dos Trezentos de Esparta no desfiladeiro de Termópilas, diante do Exército persa, em 480 a.C. Segundo o historiador Heródoto, Leônidas teria sido salvo do sacrifício apesar de ter um pequeno defeito em um dos dedos da mão porque o sacerdote encarregado da triagem pressentiu o grande futuro que o bebê teria.


Entre os índios brasileiros, o infanticídio foi sendo abolido à medida que se aculturavam. Mas ele resiste, principalmente, em tribos remotas – e com o apoio de antropólogos e a tolerância da Funai. É praticado por, no mínimo, treze etnias nacionais. Um dos poucos levantamentos realizados sobre o assunto é da Fundação Nacional de Saúde. Ele contabilizou as crianças mortas entre 2004 e 2006 apenas pelos ianomâmis: foram 201. Mesmo índios mais próximos dos brancos ainda praticam o infanticídio. Os camaiurás, que vivem em Mato Grosso, adoram exibir o lado mais vistoso de sua cultura. Em 2005, a tribo recebeu dinheiro da BBC para permitir que lutadores de judô e jiu-jítsu disputassem com seus jovens guerreiros a luta huka-huka, parte integrante do ritual do Quarup, em frente às câmeras da TV inglesa. Um ano antes, porém, sem alarde, os camaiurás enterraram vivo o menino Amalé, nascido de uma mãe solteira. Ele foi desenterrado às escondidas por outra índia, que, depois de muita insistência, teve permissão dos chefes da tribo para adotá-lo.
Há três meses, o deputado Henrique Afonso (PT-AC) apresentou um projeto de lei que prevê pena de um ano e seis meses para o "homem branco" que não intervier para salvar crianças indígenas condenadas à morte. O projeto classifica a tolerância ao infanticídio como omissão de socorro e afirma que o argumento de "relativismo cultural" fere o direito à vida, garantido pela Constituição. "O Brasil condena a mutilação genital de mulheres na África, mas permite a violação dos direitos humanos nas aldeias. Aqui, só é crime infanticídio de branco", diz Afonso. Ao longo de três semanas, VEJA esperou por uma declaração da Funai sobre o projeto do deputado e as histórias que aparecem nesta reportagem. A fundação não o fez e não justificou sua omissão. Extra-oficialmente, seus antropólogos apelam para o argumento absurdo da preservação da cultura indígena. A Funai deveria ouvir a índia Débora Tan Huare, que representa 165 etnias na Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira: "Nossa cultura não é estável nem é violência corrigir o que é ruim. Violência é continuar permitindo que crianças sejam mortas".

Por: Leonardo Coutinho
Fonte: Veja


A JOCUM JÁ ESTÁ NESSA LUTA HÁ ALGUM TEMPO, CONFIRA A MATÉRIA ABAIXO PUBLICADA NO SITE DA MISSÃO EM 20/12/2005:

Congresso escuta JOCUM na questão dos Direitos Humanos indígenas

No próximo dia 14 de dezembro, membros da JOCUM estarão diante do congresso nacional para debater a questão dos direitos humanos indígenas.

No próximo dia 14 de dezembro, membros da JOCUM estarão diante do congresso nacional para debater a questão dos direitos humanos indígenas. Em uma audiência pública juntamente com a FUNAI, FUNASA e a secretaria contra preconceito e injustiça social, a JOCUM estará diante de deputados respondendo à perguntas sobre a questão do infanticídio e abandono de deficientes físicos que é recorrente nas tribos indígenas. Durante a mesma ocasião a lei que descriminaliza o aborto será votada. Não é apenas uma coincidência. A pauta é a mesma. Os índios estão se levantando no pessoa de várias entidades inclusive o CONPLEI (Conselho de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas) , para dizer que têm o direito de mudar a tradição de seu povo e preservar a vida de crianças que tradicionalmente deveriam ser mortas. Alguns deputados no entanto representando o interesse de um grupo pequeno de intelectuais tentam impor ao Brasil uma legislação favorável ao aborto que tornaria o país o portador da lei mais liberal do mundo nesta questão. O questão é obviamente uma só: o direito à vida. Índios e não-índios têm direito à vida e ninguém pode roubar deles. Crianças nascidas ou não têm valor diante de Deus, e nenhuma cultura seja ela cultura ocidental ou indígena tem o dirieto de legislar contra a vida. Por favor orem por nós, no dia 14 de dezembro, orem pelo Brazil clamando a misericórdia do Senhor sobre nossa nação!!!

Matéria no site da Jocum publicada por mailto:braulia@gmail.com em 20/12/2005 01:28:20.

O que você pensa acerca do infanticídio como cultura? Você é contra a mudança da cultura desses povos pela vida, ou não?

Deixe seu comentário aqui e vote em nossa enquête na comunidade do orkut Ministério Resgatar

Últimos Comentários