terça-feira, 4 de março de 2008

Apelo pela vida

Aqui no centro na região onde trabalhamos há um número muito grande de pessoas que se prostituem, há mulheres que fazem ponto pelas ruas e praças, enquanto outras ficam despidas nas escadas e corredores de três prédios que visitamos semanalmente, esperando alguém que as escolha para o próximo programa, tudo isso em horário comercial.... Ao anoitecer e ás vezes de dia, encontramos também os travestis, e garotos de programa. As mulheres nós visitamos em seu "local de trabalho", enquanto os travestis nós conhecemos nas ruas e marcamos visitas em suas "casas", o que possibilita uma aproximação maior, e conversas mais profundas sobre Deus, salvação, etc... Na última sexta fizemos algumas visitas, uma delas foi para alguém que conheço fazem alguns anos, o A., ele deve ter uns 38 anos, mas aparenta ter bem mais, é travesti e faz parte de um grupo que já não consegue muitos clientes, tem HIV há bastante tempo. Eu fiquei muito triste pois já morreram pelo menos cinco travestis que eram amigos dele e nossos também e que estavam na mesma situação em que ele se encontra hoje; o último (Reginaldo vulgo Raniely), ficou com o corpo no IML por 10 dias, ninguém veio buscar e ele foi enterrado numa caixa de papelão como indigente; tive uma conversa muito franca com ele, como tive com esses outros que faleceram antes disso acontecer, falei sobre a liberdade que podemos encontrar em Cristo, esperança, que eu o amo muito e que desejo muito vê-lo transformado por Jesus; ele tentou de diversas formas sair dessa vida, foi para casas de apoio, de recuperação, tentou uma reconciliação com a família, mas não consegue permanecer nos lugares, é um pouco orgulhoso, tem mania de perseguição, enfim muitos contras. Mas eu creio muito e já vi Deus agir de formas improváveis, então peço a todos que lerem esta postagem para que orem por ele e por todos que estão na mesma situação para que realmente se convertam a Cristo e recebam forças para conseguirem vencer cada etapa de sua recuperação.

Nenhum comentário:

Últimos Comentários